Blockchain: descubra os clubes de futebol que pagam salários com criptomoedas

Pagamentos virtuais, carteiras digitais, cartões de crédito com chip, fintechs e neo bancos. Os últimos anos trouxeram diferentes novidades tecnológicas relacionadas com o mundo financeiro e econômico dos consumidores a nível global.

Uma destas inovações são as criptomoedas. Trata-se de uma forma de pagamento que se faz via digital e não depende de nenhuma instituição bancária ou financeira estabelecida em algum país específico. Neste sistema, as transações para comprar bens ou serviços se fazem apenas virtualmente.

O esporte não é alheio a esta tendência. Assim como existe a figura de crypto casino para fazer diferentes apostas esportivas, também há clubes de futebol que decidiram pagar o salário de seus jogadores com criptomoedas. Vamos conhecê-los.

3 instituições esportivas de futebol que pagam em moeda digital

Achava que as criptomoedas eram apenas uma moda passageira? Ao contrário do que muitas pessoas consideravam antigamente, elas têm virado uma ativo frequente de transações comerciais. Sua importância é tanta que diferentes clubes futebolísticos as utilizam para pagar parte dos salários de seus jogadores.

Gibraltar United

Fundado no ano de 1943 por um grupo de amigos e ex-jogadores de um clube chamado de Wanderers, ele pertence ao país do mesmo nome, o território britânico de ultramar Gibraltar. A história do time inclui diversas modificações.

Em 2011, ele se fusionou com o clube Lions FC para formar o Gibraltar Lions FC, que chegou à primeira divisão no ano de 2015, jogando na Premier League Gibraltarina até a temporada 2016-2017.  

A iniciativa de utilizar criptomoedas como pagamento de uma fatia do que cobram os jogadores foi feita em 2018 pelo Pablo Dana, um dos administradores da instituição esportiva, com o intuito de fazer as transações mais transparentes.

O Gibraltar também foi pioneiro na hora de apostar, sendo o primeiro país a regulamentar as empresas de apostas, estabelecendo um marco regulatório específico para evitar fraudes e delitos financeiros.

Clube Leandro N. Alem

A utilização de criptomoedas para pagar os salários dos jogadores não é exclusiva da Europa. Nossos vizinhos argentinos do clube Leandro N. Alem também implementaram este ativo para reconhecer o desempenho dos futebolistas.

Criado em 1925, o clube está atualmente na liga conhecida como Primeira C. Os pagamentos com moedas digitais começaram no ano de 2021. O mecanismo é o seguinte: o clube deposita o salário em uma carteira digital e, a partir desse momento, os jogadores têm 3 opções. Podem deixar os ativos nesse local, usá-los para comprar outras criptomoedas ou adquirir diferentes produtos em mercados virtuais.

Deportivo Español

Outro clube argentino que faz pagamentos de prêmios e reconhecimentos especiais a jogadores em criptomoedas é o Club Social, Deportivo y Cultural Español.

Fundado em 1956, por imigrantes espanhóis que tinham chegado às costas bonaerenses, chegou a ser um dos times mais importantes do futebol argentino, jogando por 15 anos na Primeira Divisão. Atualmente disputa a liga da Primeira C da Argentina.

Ao cobrar em ativos digitais, os atletas obtêm grandes benefícios econômicos dado que podem comprar diferentes bens ou trocar as criptomoedas e obter as divisas que preferirem para utilizá-las como quiserem. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.