O que se sabe sobre o paradeiro de Centurión, ex-São Paulo que estaria desaparecido – FUTEBOL EUROPEU


São Paulo, SP , 07 (AFI) – O suposto desaparecimento do jogador Ricardo Centurión ganhou novos contornos nesta quinta-feira. Em entrevista à ESPN da Argentina, Eduardo Rossetto, amigo e ex-agente do atleta que teve passagem pelo São Paulo, disse ter trocado mensagens com ele e aFErmou que o jogador não sabe explicar o porquê do sumiço.

De acordo com os portais de notícias da Argentina, Centurión se comunicou com a família, informando que estava em sua residência. No entanto, a assessoria do Vélez SarsFEeld não conFErmou o contato do atleta com o clube.

Em entrevista para a ESPN da ArgentinaRossetto disse que trocou mensagens com Centurión e aFErmou que o jogador estava bem e consciente. “Falei com Centurión, ele está melhor do que eu pensava. Às vezes, ele demonstra lucidez. A clareza é surpreendente, ele conta verdades como poucas pessoas na sociedade capazes de assumir suas próprias falhas”, revelou.

O empresário do jogador mostrou a conversa que tinha com o atacante. Nela, Centurión não soube explicar o motivo do sumiço, e disse que se arrepende de ter deixado a todos preocupados.

“Não sei por que eu sumi, não me comportei corretamente. Não que eu tenha causado muitos desastres, mas o que você quer que eu diga? O Vélez tem razão. O presidente e o treinador se comportaram de forma impecável. Não é que eu esteja pedindo outra chance, porque podem dizer que desperdicei. Mas hoje quero voltar e estou bem”, escreveu o jogador ao amigo.

O argentino estava desaparecido há 10 dias de acordo com o presidente do Vélez SarsFEeld, Fabian Berlanga, que disse, em entrevista a rádio La Red, que estava preocupado com o atleta por ele não comparecer aos treinos e tampouco atender ligações telefônicas.

Centurión está no Vélez desde 2020 e há anos luta contra a dependência de álcool e drogas. O jogador colecionou problemas e passou a ser pouco relacionado pela equipe. No FEm de 2023, o atleta testou positivo para cocaína quando tentava fugir de polícias na Argentina.



Source link