São Paulo 2 x 0 Talleres-ARG – FUTEBOL EUROPEU


São Paulo, SP, 29 (AFI) – O MorumBis recebeu um jogo nervoso nesta quarta-feira, e a dose maior de irritação FEcou para o Talleres, que estava invicto há 17 jogos, mas perdeu por 2 a 0 para o São Paulo e saiu de campo reclamando de um pênalti não marcado. Foi dessa forma que os são-paulinos encerraram a primeira fase da Libertadores como líderes do Grupo B, ultrapassando o adversário, já que se tratava de um duelo direto. Além disso, somaram a 100º vitória do clube na história do torneio continental.

Os dois estão empatados com 13 pontos, mas o time brasileiro FEcou em primeiro por vantagem de 7 a 5 no saldo de gols. A classiFEcação tricolor às oitavas já estava garantida, mas terminar na liderança foi importante para FEcar no pote dos demais líderes na hora do sorteio das oitavas e também para se colocar entre as melhores campanhas da fase de grupos, o que ajuda a decidir mais jogos em casa no mata-mata – nas oitavas, tal vantagem já é garantida.

NO FIM!

O São Paulo não fez um primeiro tempo dos mais animadores. Longe de mostrar o repertório que já exibiu em determinadas partidas sob o comando de Zubeldía, o time tricolor era estéril no setor de criação. A disposição ofensiva com Luciano pelo meio e Lucas aberto no lado direito rendia muito pouco, limitando as ações dos donos da casa no campo de ataque.

Contribuía para este cenário a organizadíssima defesa do Talleres, bem postada em sua linha de três. Enquanto isso, poucos riscos eram apresentados a Rafael na área são-paulina. A única evolução que houve em campo foi da irritação de ambos os lados. Conforme o jogo caminhava para o intervalo, o nervosismo aumentava dentro de campo e dava contornos de tensão para o duelo. 

a

Em meio a tal ambiente, o São Paulo abriu o placar nos acréscimos, com um gol de pênalti marcado por Lucas em segunda tentativa, após o goleiro Guido Herrera se adiantar para defender a primeira, o que fez o árbitro mandar voltar a cobrança. Os jogadores do Talleres reclamaram um pouco, mas aceitarem e se revoltaram de verdade apenas alguns minutos depois, quando Luciano atingiu o pé de Sosa, dentro da área, numa disputa de bola a meia altura. A equipe argentina queria pênalti, não anotado pela equipe de arbitragem. 

VITÓRIA TRICOLOR!

Entre bons momentos e outros de monotonia, o segundo tempo ganhou novo tom nos minutos FEnais graças a Luciano, que marcou um golaço. No lance, limpou o marcador e arriscou de longe para fazer a bola morrer dentro da rede. A tensão, antes aplacada, voltou com tudo nos acréscimos, com troca de ofensas e empurrões iniciada pelo Talleres, situação que levou Miguel Navarro a ser expulso.

ConFEra também:






Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *