Goleiro do Milan chama racistas de ‘ignorantes’ após ataques: ‘Precisamos mandar uma mensagem’ – FUTEBOL EUROPEU


Campinas, SP, 21 – Após sofrer ataques racistas durante a vitória do Milan sobre a Udinese por 3 a 1, neste sábado, no estádio Friuli, em Údine, em jogo da 21ª rodada do Campeonato Italiano, o goleiro Mike Maignan relatou o ocorrido e pediu providências para que a situação deixe de ser repetitiva. Recentemente, o brasileiro Vinicius Júnior recebeu inúmeras ofensas no Campeonato Espanhol, o mesmo aconteceu em boa parte da Copa Libertadores da América, no último ano, contra clubes do Brasil.

“Quando fui buscar a bola atrás do gol, ouvi sons de macaco e não falei nada. Depois aconteceu de novo, então falei com o árbitro e disse o que havia acontecido. Não podemos jogar assim. Não é a primeira vez, temos que enviar uma mensagem importante. Um sinal”, disse o goleiro, em entrevista ao Sky Sports.

O francês ainda atacou os responsáveis pelas injúrias raciais e deixou claro que sua intenção não era retornar a campo. O jogo foi paralisado por cerca de cinco minutos até que o goleiro fosse convencido a retornar pelos companheiros de equipe.

“Além do procedimento de três etapas (partida interrompida, partida interrompida mais uma vez e partida abandonada), temos que implementar uma desistência automática para o time cujos torcedores cometeram atos de racismo e causaram o abandono da partida, bem como vetos nos estádios pelo mundo e denúncias acusações criminais para os racistas”, disse.

A vitória sobre a Udinese, deixou o Milan no terceiro lugar do Campeonato Italiano, com 45 pontos, atrás apenas de Inter de Milão e Juventus. O clube volta a campo no sábado, às 16h45 (horário de Brasília), para enfrentar o Bologna, no San Siro.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *