Governo francês pede “resposta global” após morte de torcedor – FUTEBOL EUROPEU


Para a ministra, que também sob sua responsabilidade a Olimpíada de Paris-2024, uma medida drástica poderia amenizar os casos de violência entre torcedores: impedir os fãs de viajarem para acompanhar seus times em jogos fora de casa, em partidas consideradas de alto risco.

“Para o momento, poderíamos focar nas viagens dos torcedores (para verem seus times)”, disse a ministra, em entrevista à rádio France Inter. “É essencial que voltemos para uma situação de menos violência. Precisamos de uma resposta extraordinariamente determinada e global”, declarou.

ASSASSINATO

Na França, a regra de impedir a viagem de torcedores para partidas fora de casa já existe, nos casos de jogos cercados de maior cuidado, como acontece nos clássicos entre Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha.

“Simplesmente não é possível que as forças policiais estejam tão sobrecarregadas, que propriedades privadas sejam destruídas, que carros sejam apedrejados e pessoas feridas”, disse Oudea-Castera. “E agora temos uma morte. Basta.”

FUT FRANCÊS

Em outubro, em Montpellier, uma partida foi interrompida nos acréscimos depois que torcedores lançaram fogos de artifício das arquibancadas que acertaram o goleiro Mory Diaw, do Clermont. O jogador senegalês teve de ser retirado em maca, mas não FEcou gravemente ferido.

Algumas semanas depois, em Marselha, o ônibus que transportava jogadores do Lyon foi apedrejado por torcedores do lado de fora do estádio Velodrome. O então técnico do Lyon, Fabio Grosso, FEcou com o rosto ensanguentado. Torcedores e cinco policiais FEcaram feridos. Ao todo, nove pessoas foram detidas.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *