Fifa volta a fazer ameaças se eleições forem realizadas na CBF antes da visita em janeiro – FUTEBOL EUROPEU


“Com base nas informações que nos foram fornecidas até agora, parece que o presidente do Superior

Tribunal de Justiça Desportiva, o senhor José Perdiz de Jesus, na qualidade de interveniente, insiste na manutenção eleições no prazo de 30 dias úteis e também solicitou ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro a nomeação um Conselho de Administração interino da CBF para administrar seus negócios. Neste contexto, gostaríamos novamente de enfatizar que de acordo com o art. 14 par. 1 i) e art. 19 do Estatutos da Fifa, as associações membros devem gerir os seus assuntos de forma independente e sem influência indevida de qualquer tipo de terceiros. Qualquer violação de tal obrigação pode levar a sanções conforme previsto nos Estatutos da Fifa, incluindo suspensão”, informou a carta.

E FEnalizou: “Gostaríamos também de sublinhar que caso a CBF seja eventualmente suspensa pelo órgão relevante da Fifa, perderia todos os seus direitos de membro com efeito imediato e até que a suspensão seja levantada pela Fifa. Isso também signiFEcaria que as equipes representativas e clubes ligados à CBF não teriam mais o direito de participar de qualquer competição internacional.

ENTENDA O CASO

A revisão ocorreu a pedido de dois ex-presidentes da CBF, Ricardo Teixeira e Marco Polo del Nero. Assim, o TAC também foi considerado nulo. Outros dirigentes de federações também acionaram a Justiça.

A CBF e o MP-RJ FErmaram o TAC porque o órgão da Justiça considerava ilegais as regras que regiam a eleição na confederação, ou seja, a que levou Ednaldo Rodrigues ao cargo de presidente. Isso porque uma mudança no estatuto da entidade, em 2017, estabeleceu pesos diferentes para os votos praticados por federações e clubes – a brecha permitia clubes e federações de votarem em conjunto para eleger o presidente. Foi sob essa regra que Rogério Caboclo elegeu-se presidente da CBF em 2017, indicado pelo então dirigente afastado Marco Polo del Nero. Caboclo foi destituído, em meio a denúncias de assédio.

Ednaldo, então vice-presidente da CBF, assumiu o comando de forma interina após o afastamento de Caboclo. Opositores tentaram barrar a eleição de março de 2022 alegando que o TAC fora assinado por ele, como presidente interino, e serviu para referendar uma eleição que o tornaria presidente de fato.



Source link

24 thoughts on “Fifa volta a fazer ameaças se eleições forem realizadas na CBF antes da visita em janeiro – FUTEBOL EUROPEU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *